Menu
Menu

Futuro sustentável

Os formatos descartáveis, cada vez mais procurados  nos mercados emergentes, contribuíram significativamente a sustentabilidade

A substituição dos fosfatos a partir de 2017 é o maio desafio tecnológico que o sector alguma vez enfrentou

A sociedade enfrenta imensos desafios. A população mundial alcançará os 9.000 milhões de pessoas em 2050, o que suporá um aumento formidável da procura de bens e serviços com escassez de recursos. Nas próximas décadas, a sustentabilidade ambiental será um foco permanente de preocupação. Por isso, o desenvolvimento de novos produtos e a inovação devem ter em conta as prioridades sociais, ambientais e económicas. Para a sua execução terá de se envolver toda a cadeia de valor: fornecedores de precursores e matérias-primas, formuladores, distribuidores e consumidores.

Por exemplo, os formatos descartáveis, cada vez mais procurados nos mercados emergentes, contribuirão significativamente para a sustentabilidade. O mesmo acontecerá com a utilização de novos biomateriais, que melhorarão ainda mais a já excelente biodegradabilidade das cápsulas hidrossolúveis.

Até agora, os fosfatos desempenharam um papel essencial nos detergentes multifuncionais para a lavagem de louça à máquina. Mas em 2017, entra em vigor uma nova legislação europeia que os elimina. A sua substituição, com os níveis de eficácia alcançados hoje em dia é o maior desafio tecnológico que o sector alguma vez enfrentou desde o início desta categoria.